Viva São João
Viva o milho verde
Viva São João
Viva o brilho verde
Viva São João
Das matas de Oxóssi
Viva São João


Gil e Caetano
Próximos eventos

  Estilo Único da Festa Junina Brasileira

Cidades na web e o folclore na rede: a transposição do folclore na Internet

Festas de São João nas igrejas do Santo Daime

Danças Juninas: Fandango, Bumba-meu-boi, Lundu e Cateretê

Festividades a São João: singularidades pelo Brasil e no Amapá e o "Maior Cuscuz do Mundo"

As Comemorações Juninas no Brasil: As relações sociais e o compadrio

O dia de São João na Sardenha

Origem das Festas Juninas: As lendas de Tamuz e Adônis

Festa Junina Portuguesa: As Tradições Trazidas De Portugal

Luiz Gonzaga e o Cordel do Fogo Encantado

Conheça o vocabulário de Parintins, terra de Caprichoso e Garantido

Economia criativa e festas juninas

Significados do Festejar no País que 'Não é Sério'

De onde é que vem o baião?

MÍDIA, IDENTIDADE CULTURAL NORDESTINA: festa junina como expressão

Festa Junina

A arte dele ninguém apaga, diz Dominguinhos sobre Luiz Gonzaga

As Maiores Festas Juninas do Brasil

Notícias 2011
Notícias 2010
 

A arte dele ninguém apaga, diz Dominguinhos sobre Luiz Gonzaga

"No centenário de Gonzagão, a emoção é muito grande. Eu, que ando sempre acompanhado com a música do 'rei', sei da importância. Ele sempre foi e sempre será algo extraordinário. A arte dele ninguém apaga". As palavras são do discípulo fiel que aprendeu a arte da sanfona vibrante do Rei do Baião. Antes de show deste sábado (2), ele conversou com o G1. Um pouco cansado, por causa de problemas de saúde, mas muito humilde e esbanjando simpatia, Dominguinhos é uma das atrações do primeiro dia do São João 2012 de Caruaru.

Ele lembra com detalhes o dia em que foi consagrado como herdeiro artístico de Luiz Gonzaga. "Eu tinha 16 anos e ele estava numa gravação. Foi quando me chamou e fez o anúncio. A imprensa estava presente. Ele disse na frente de todos que eu, após troca de experiência como discípulo, era, a partir daquele momento, o herdeiro cultural do Gonzagão. Para mim, foi a maior emoção. Naquele momento, ele disse tudo o que esperava de mim. Com o passar do tempo, não sei se levei a sério, mas, pelo menos, sou fiel a ele e sei tocar sanfona", brinca Dominguinhos.

Para o show deste sábado, Dominguinhos preparou um set list embalado nas músicas consagradas de Luiz Gonzaga. Para contar a trajetória artística do pernambucano 'arretado de bom', Dominguinhos vai contar com a presença de outros artistas, que vão incrementar o show. "Será surpresa até para mim. Para falar a verdade, não sei muito bem quem vai me acompanhar. Possivelmente, Cezzinha, o caruaruense Valdir Santos, e a Liv Moraes (filha de cantor). Mas, não tem problema nenhum. Quando se chega a certo ponto da carreira, depois de percorrer longa estrada, eu acompanho qualquer coisa", garantiu o sanfoneiro.

O show também terá algumas faixas retiradas do último trabalho de Dominguinhos. No fim do ano passado, ele lançou "O iluminado", que foi gravado no Rio de Janeiro. O CD e o DVD contaram com a participação de Gilberto Gil , Cezzinha, Elba Ramalho e outros artistas. Sobre a obra, Dominguinhos se diverte. "É um disco belíssimo. O trabalho ficou muito bom e, por isso, por aí, ele está caro que só o 'diabo'".

"Agora, no centenário de Luiz Gonzaga, Caruaru vibra em homenagem ao forró clássico original. Lógico, eu aprecio muito isso. Só espero que essa tradição nunca se apague. Não é apenas pelo fato da homenagem que devemos chamegar com o bom e velho pé-de-serra. Gonzaga tem que ser lembrado sempre. Graças a ele, toda essa festa existe. Se a prefeitura vai pagar bem ou mal aos sanfoneiros, eu não sei. O importante é que eles estejam lá. O importante é que os sanfoneiros não percam a oportunidade de celebrar juntos".

Caruaru é parte do currículo de Dominguinhos. Mesmo antes da criação do pátio de eventos, que é o polo principal do São João. Mesmo sendo tão assíduo na cidade, o público, na verdade , já estava com saudade dele. Isso porque ele não se apresentou na festa junina do ano passado. "Não foi o meu medo de avião, eu lhe garanto", satirizou. "Na verdade, não sei bem porque fiquei de fora da programação. No entanto, minha filha tocou e foi ótimo pra mim".

Dominguinhos será a segunda atração a subir no palco principal do Pátio de Eventos. Antes dele, quem abre a festa é o sobrinho de Luiz Gonzaga, Joquinha Gonzaga. Após Dominguinhos, é a vez da cantora Elba Ramalho. Já a banda Cavaleiros do Forró, finaliza o primeiro dos 30 dias de festa junina.
in Vnews, 02.06.2012

 

Busca
Deixe seu e-mail para receber notícias